Polícia Civil de Aguaí prende segundo suspeito de matar homem a pedradas após discussão

O Setor de Investigações Gerais de Aguaí (SP) prendeu na quarta-feira (12) o segundo suspeito de matar um homem a pedradas em dezembro do ano passado. Cícero Pereira Leite, de 34 anos, foi assassinado após uma discussão em um pesqueiro.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito de 31 anos estava escondido na área rural de São João da Boa Vista. Outro envolvido no crime já havia sido preso pelo SIG no dia 5 de janeiro. O homem de 47 anos já tinha passagem por homicídio.

De acordo com o delegado Jorge Mazzi, o segundo suspeito já tinha trabalhado com a vítima como serralheiro. Em depoimento, ele alegou que Leite estava embriagado na noite em que aconteceu a discussão e depois o assassinato.

Segundo o delegado, o suspeito foi quem desferiu os golpes com uma lixeira de ferro encontrada com sangue ao lado do corpo da vítima.

O crime

Câmera flagra suspeitos agredindo homem com pedras em Aguaí

O crime aconteceu na madrugada de 23 de dezembro. Policiais militares foram chamados na estrada vicinal entre São João e Aguaí, onde havia um veículo em chamas.

Pela placa, o dono do veículo foi identificado, assim como o endereço. Durante o trajeto, no bairro Dona dos Anjos Macedo, o corpo do homem foi encontrado.

Ele foi assassinado com golpes de pedra e uma lixeira foi encontrada com sangue ao lado do corpo.

Polícia encontrou lixeira usada para matar a vítima em Aguaí — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Polícia encontrou lixeira usada para matar a vítima em Aguaí — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Segundo testemunhas, uma discussão começou em um pesqueiro no bairro dos Anjos Macedos e continuou fora do estabelecimento.

A investigação localizou imagens de uma câmera de segurança da prefeitura, que gravaram parte do crime. Nelas, dois homens aparecem agredindo a vítima com pedras. Em outro momento, o carro do homem aparece pegando fogo.

Fonte: G1